quarta-feira, 30 de maio de 2012

Obra do acaso?


Ainda dentro do tema da Recriaçao, neste post vou falar um pouco (resumidamente) sobre um tema polemico e muito pertinente dentro deste estudo que é a Teoria da Evolução.
Veremos o que a Bíblia e a ciência têm a dizer a partir das abordagens científica e teológica. Vou apresentar alguns princípios científicos fundamentais e compará-los com os princípios Bíblicos.


  
A ciência

Não há uma definição única do que é ciência, mas uma das definições mais aceitas é: “um ramo de estudo ligado a um corpo de verdades apresentadas com fatos classificados sistematicamente, mais ou menos ligados e apresentados sobre leis gerais e que incluem métodos que possibilitem as descobertas de novas verdades dentro do mesmo domínio.”
Metodologia científica: a observação, a experimentação, a formulação de hipóteses, previsibilidade e controle. Sendo a observação e a experimentação os pontos chaves do método científico, sem estes não pode haver ciência.

Criacionistas

Dizem que existe um Deus que criou todas as coisas. Houve um ato de criação e um tempo de criação. Um agente externo e anterior ao Universo criou todas as coisas completas e acabadas e este agente é Deus. Sabemos quem é Deus através da revelação da Sua Palavra. Mas a revelação não é método científico, portanto o criacionismo não é considerado ciência.

Evolucionistas

Dizem que a matéria é sempre eterna e dela se origina todas as coisas, até as vidas mais complexas. O universo é resultado de uma explosão que ocorreu a bilhões de anos e que resultou no que vemos hoje. O processo da evolução é tão lento que não pode ser observado. No entanto, o que não pode ser observado e experimentado não é ciência. Como então se pode dizer que houve uma explosão a bilhões de anos, se não havia ninguém lá para ver? Essa é uma revelação da imaginação humana.

A grande Questão 

Não existe empirismo puro em nenhuma delas, ambas contém elementos metafísicos e científicos. Então, como poderemos saber quem está com a verdade? É simples, pelas evidências encontradas na natureza, que são observadas e experimentadas. Portanto, aqui iremos submeter as teorias do Criacionismo e do Evolucionismo a uma análise científica baseada em quatro leis da ciência (não são teorias, são provadas e por isso são leis).


Lei da Biogênese
  
Há muitos anos atrás (século XIX) as pessoas acreditavam que a carne apodrecida se transformava em vermes. Até que cientistas (como Louis Pasteur) descobriram a lei da biogênese, que diz: “vida somente provém de vida, um organismo vivo provém de outro semelhante”.

Análise

Segundo os evolucionistas a matéria inanimada e inorgânica produz vida até suas formas mais complexas. Mas, de acordo com esta lei, o inorgânico não pode produzir o orgânico. A matéria inanimada não pode produzir vida. Se a matéria inorgânica é a mãe de todas as coisas, a lei da biogênese seria falsa (mas é cientificamente comprovada).
O criacionismo diz que um Deus (vivo) cria seres vivos, semelhantes a Ele. (Genesis 1:26). Isto está de acordo com este postulado da biogênese.

1ª Lei da Termodinâmica

Esta é a parte da física que estuda o comportamento e as transformações de Energia na natureza, as relações de equilíbrio entre estados energéticos que se manifestam através do calor e do movimento. Energia é o potencial de um corpo em produzir Trabalho.
A 1ª Lei da Termodinâmica afirma que “Nada se cria, nada se copia, tudo se transforma.”
Isto quer dizer que a energia não é criada nem destruída, mas convertida de uma forma para outra. Na transformação do calor em Trabalho, as quantidades inicial e final de ambos são equivalentes, e a soma total destes valores são iguais antes e depois da transformação.

Análise

Evolução significa transformação, mutação. Portanto, se nada está sendo criado ou destruído, a evolução das espécies não pode acontecer sem transgredir esta Lei. Os evolucionistas dizem que a energia está em expansão, em evolução, e isso é impossível, pois a quantidade total de energia é sempre a mesma. Não está havendo produção de energia nem evolução de energia.
O criacionismo afirma que Deus fez todas as coisas completas e acabadas, ou seja, a quantidade de energia é sempre a mesma (não muda), em conformidade com esta lei científica.

A 2ª Lei da Termodinâmica

A 2ª Lei da Termodinâmica também conhecida como Entropia, afirma que é possível transformar qualquer tipo de energia totalmente em calor, mas não é possível transformar o calor totalmente em energia, porque uma parte dela voltará a ser calor (que é a energia em sua forma mais degradada).

A entropia não pode diminuir, ela pode se manter constante ou aumentar, pois outras formas de energia sempre se transformam em calor. A partir deste princípio, esta Lei afirma que o universo caminha de níveis organizados para níveis cada vez mais desorganizados. Toda a desordem que pode haver em um sistema altamente complexo faz com que este sistema caminhe de maneira decrescente. Toda a natureza está em descendência.

Análise

Os evolucionistas dizem que o universo caminha de níveis desorganizados para níveis cada vez mais organizados (evolução, ascendência). Isso é totalmente contrário a 2ª Lei da Termodinâmica.
O criacionismo (Bíblia) diz que Deus fez todas as coisas completas e perfeitas, e quando o pecado entrou no mundo tudo entrou em colapso e o sistema se desorganizou. Por isso o universo caminha para o caos.

Salmo 102
25 Em tempos remotos, lançaste os fundamentos da terra; e os céus são obra das tuas mãos.
26 Eles perecerão, mas tu permaneces; todos eles envelhecerão como uma veste, como roupa os mudarás, e serão mudados.
27 Tu, porém, és sempre o mesmo, e os teus anos jamais terão fim.

Causa e Efeito

É aceita em todos os campos da ciência. Afirma que nenhum efeito é quantitativamente maior e qualitativamente superior a causa. O efeito nunca pode ser maior do que a causa (uma simples questão de lógica).


Análise

A evolução diz que a matéria inanimada é a causa de efeitos complexos como a vida humana. Matéria inanimada menos complexa que a vida humana, isso é impossível diante da lei da causa e efeito.
O criacionismo diz que Deus (Onipotente, Onipresente, Onisciente, Eterno) criou o homem como um ser limitado. Portanto, Deus é a causa da vida humana (o efeito). Isto está em perfeito acordo com essa lei científica.

E os fósseis?

A Bíblia diz que Deus criou os seres vivos cada um segundo suas espécies. Sabemos que o produto que nasce do cruzamento de espécies diferentes não tem capacidade de auto reprodução. Cada ser vivo tem uma forma peculiar (genética) e só pode reproduzir seres da mesma espécie.
Os evolucionistas alegam que a partir da matéria inorgânica, por obra do acaso, a mutação das espécies e a seleção natural possibilitaram o surgimento de organismos mais complexos. A mutação, porém, causa desordem, diminuindo a complexidade dos organismos. Ela gera a involução fazendo as coisas decrescerem (causando a Entropia).

Darwin afirma em seu livro que os registros fósseis provam que realmente ouve uma evolução das espécies. Os fósseis são plantas e animais soterrados que ao longo de muitos anos foram sedimentados e transformados em rocha.
Se houvesse evolução, o registro fóssil teria que apresentar formas de vida menos complexas mais antigas que as formas de vidas mais complexas. O que é menos desenvolvido tem que ser mais antigo do que o que é mais desenvolvido (obviamente, se falamos em evolução).

No entanto, o registro fóssil apresenta formas de vida mais complexas que são mais antigas que formas de vida menos complexas. Vemos uma escala descendente e não ascendente, como se espera de um processo evolutivo. No registro fóssil vemos vidas complexas surgirem de forma abrupta (fora de um processo de evolução) porque não existem formas de transição das espécies (entre peixes e anfíbios, anfíbios e répteis e répteis e mamíferos). Existe uma lacuna entre as espécies que pode ser observada ainda hoje.


E os primatas?

Um dos fósseis mais completos que foi encontrado é conhecido como homem de Neandertal, era considerado o primeiro primata da escala evolutiva, mais tarde se descobriu que ele era tão humano quanto nós, mas sofria de um raquitismo. Já foi encontrado fóssil humano (como o meu e o seu) mais antigo que o de Neandertal. 
Outro primata encontrado é o homem de cro-magnon, que é mais forte e de maior estatura que o homem moderno (contrário a um processo evolutivo).

Por que Deus criou o mundo?

Ora, Deus é Amor. O amor não se contém em si mesmo, ele se expressa de forma altruísta e só pode ser manifestado (por Aquele que ama) a outro ser. Aquele que ama apenas a si mesmo não sabe o que é amar, não pode haver amor sem haver o outro.

Um Ser moral, bondoso, benigno (atributos divinos) é um Ser que AMA. Amar faz parte da essência de Deus e isso implica na existência do objeto amado. Deus criou o mundo para que o homem pudesse existir e o homem foi criado para Deus amá-lo.


O Amor é a causa de todas as coisas. O amor é o vínculo da perfeição!

Considerações

Não pretendo aqui esgotar o assunto, mas apenas instigar a curiosidade do leitor. Este texto foi baseado (além das minhas pesquisas) em uma pregação do Pr. Silas Malafaia, que manda muito bem por sinal. Achei muito interessante e pertinente o assunto, espero que tenha acrescentado e edificado a todos.
Glórias a Deus por seu infinito amor!

Para Refletir:

1. A causa do universo infinito tem que ser Infinita: Deus ou a matéria?
2. A causa do tempo infinito tem que ser Eterna: Deus ou a matéria?
3. A causa da energia ilimitada tem que ser Onipotente: Deus ou a matéria?
4. A causa do amor tem que ser Amorosa: Deus ou a matéria?
5. A causa da vida tem que ser Viva: Deus ou a matéria?





11 comentários:

  1. Tenho que concordar com você,o Silas tem o dom da palavra mesmo. Você me conhece e sabe que não sou muito chegado nesses assuntos mas tá demais seu blog.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Ah, quando quiser perder um tempinho discutindo essas coisas você sabe onde me achar... agora to com tempo sobrando... eu acho?!

    ResponderExcluir
  3. Poxa gostei muito desse post, essa questão dá o que falar. Eu sou católico, casado com uma atéia e daqui a poco vem o filhos e não saberemos se ensinamos sobre a evolução segundo a bíblio o segundo a ciência. No final a criança aprende os dois e como explicar a existência dos dois ao mesmo tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá James, muito obrigada por sua visita!
      Quanto a sua pergunta é muito particular, voces devem discutir a melhor forma de ensinar suas crenças aos seus filhos, lembrando que a decisao final é de cada um deles.
      Nao é possivel acreditar em ambas, portanto a escolha será inevitavel.
      Que Deus te abençoe e te de sabedoria.
      Abraços

      Excluir
  4. Olá srta Jessica
    primeiramente agradeço sua presença no "Silence"
    por onde sera sempre muito bem vinda.
    e estarei lhe seguindo por aqui, apesar da temática diferenciada não deixa de ser interessante.
    Parabéns e Tenha uma bela noite
    e uma ótima semana ... cuide-se!

    ResponderExcluir
  5. Olá Jéssica
    Agradeço sua visita em meu blog.
    Adorei conhecer o seu.
    Beijos

    Rose Nakamura

    ResponderExcluir
  6. Parabéns menina! seu blog é excelente.

    ResponderExcluir
  7. Torna-se mais dificil acreditar na evolução, do que numa criação, na evolução muits coisas não têm resposta. Senão repare: uma gigantesca neblosa deu origem a uma explosão. Mas daí para trás? Como surgiu a neblosa? De onde surgiu o oxigénio, para dar origem á explosão?E se assim fosse seria a explosão a origem de tudo e lá se ia a teoria dos primatas, claro que a evolução esquece-se,que quando os primeiros habitantes, chegaram estava tudo preparado para os receber... Mas gostei de sua postagem também tenho uma destas no forno em breve sai para fora. Tudo de bom bjinhos.

    ResponderExcluir
  8. Olá Jessica passei e vim dar uma olhadela, bem ainda não há atualizações, espero que arranje mais alguma matéria boa como esta.
    Muita paz.

    ResponderExcluir
  9. Estou a tentar visitar todos os seguidores do Peregrino E Servo, e verifiquei que eu estava a seguir sem foto, por motivo de uma acção do google, tive de voltar a seguir, com outra foto. Aproveito para deixar um fraterno abraço.
    António Jesus Batalha.

    ResponderExcluir

diHITT - Notícias